Blog do José Cruz

Copa 2014: gastos com estádio Mané Garrincha perto de R$ 1,5 bilhão

José Cruz

A dois meses da inauguração do estádio Mané Garrincha, em Brasília, os gastos com as obras bateram em R$ 1,2 bilhão. Desse total, R$ 797.397.020,00 já foram pagos.

Mas se forem incluídas despesas como paisagismo e urbanização nos arredores do estádio, serviços ainda não contratados, o custo total chegará a R$ 1,5 bilhão.

Os valores, oficiais, detalhados no quadro abaixo e obtido em registros do Diário Oficial do DF, foram cedidos pelo gabinete da deputada distrital Eliana Pedrosa (PSD). Ela realiza esse trabalho para acompanhar a fiscalização dos gastos públicos com a Copa 2014, porque as informações do governo não são confiáveis.

O último lançamento da Terracap, que administra as obras do estádio, é de 18 de dezembro, há quase dois meses. E informa apenas os valores dos contratos, sem se referir ao que já foi pago e quanto está empenhado.

Já no “Portal da Transparência”, da Controladoria Geral da União, os valores também estão desatualizados e não batem com os números oficiais. Esses desencontros de valores demonstram a falta de transparência com as obras da Copa.

DETALHAMENTO DOS GASTOS COM O ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA

OBJETO CONTRATADO

VALOR R$

PAGO R$

A PAGAR R$

Reforma e construção1,008.475.107,91

702.250.295,39

306.224.812,52

Cobertura

173.912.916,19

94.754.330,44

79.158.585,75

Assentos

10.872.452,00

                    -

10.872.452,00

Assentos área VIP
e campo

169.000,08

                    -

169.000,08

Gramado

5.909.382,78

                    -

5.909.382,78

Painel eletrônico

3.297.000,00

3.297.000,00

Projeto básico e executivo
para acústica

127.875,00

127.875,00

               –

Relatório   Impacto Vizinhança

130.020,00

130.020,00

               -
Assessoria Tecnol de Estrutura

134.500,00

134.500,00

               -
Subtotal valores já contratados

1.203.028.253,96

797.397.020,83

405.631.233,13

Percentualmente

100,00

66,28

33,72

A CONTRATAR
Guarda corpo, corrimão e
sistema de comunicação visual

19.789.627,36

                -

19.789.627,36

Paisagismo   e urbanização

360.000.000,00

                -

360.000.000,00

Subtotal valores a contratar

379.789.627,36

379.789.627,36

TOTAL GERAL

1.582.817.881,32

797.397.020,83

785.420.860,49

 Fonte: Diário Oficial do Distrito Federal/Gab.deputada distrital Eliana Pedrosa

 

Problemas

O orçamento original do novo estádio em Brasília era de R$ 680 milhões, mas nesse valor não estavam incluídos vários itens, como gramado, cadeiras, cobertura, iluminação etc. O Governo do Distrito Federal optou por realizar orçamentos por etapas, na medida em que a obra avançava.

Informações não oficiais indicam que a atual situação financeira da Terracap é preocupante, pois a venda de terrenos públicos, cuja renda é destinada às obras do estádio, não é suficiente frente às despesas. O problema se agrava porque o pagamento dessas transações é em longas prestações.

O problema ficou mais evidente há duas semanas, quando o Governo do Distrito Federal transferiu R$ 100 milhões de seu orçamento para a Terracap. Para essa operação foram retirados recursos de 13 secretarias, entre elas as da Criança, Educação, Segurança Pública e Fundo de Saúde.

Em outra operação para não atrasar as obras do estádio a direção da Terracap teria contratado empréstimo de R$ 50 milhões junto ao Banco do Brasil, e negocia  novos empréstimos com bancos particulares, segundo uma fonte próxima do gabinete do governo distrital.